Diferenças entre Ping Pong e Tênis de Mesa

Essa é uma dúvida que a gente ouve bastante por aí…

Seja durante o almoço de domingo, ou durante as Olimpíadas onde os jogos são televisionados, e até nos clubes e associações de Tênis de Mesa pelo país.

O que acaba separando um pouco é que os mesatenistas mais dedicados e que levam o esporte e seu treinamento a sério, referem-se ao jogo como Tênis de Mesa.

Já os jogadores recreacionais ou que jogam apenas por lazer, costumam chamá-lo de Ping Pong, o que pode as vezes acabar até ofendendo o jogador mais sério.

Mas e ai? Existe diferença?

Sendo bem prático: Não muita.

As vezes você tem aquele amigo que acha que é craque no jogo e fala em tom de piada e com o peito estufado:

“Ping Pong é o que VOCÊ joga… EU jogo Tênis de Mesa”

ou então

“Ping Pong é um jogo, Tênis de Mesa é um esporte olímpico”

mulher vencendo

Acredito que muitos de vocês que estão lendo até aqui já devem de uma forma ou de outra terem ouvido algo bem semelhante a isso.

O que aconteceu na verdade, é que lá no final dos anos 1800, uma marca registrou o nome “Ping Pong”. O que fez com que as outras marcas ficassem proibidas de usar, ou se quisessem usar o termo deveriam pagar royalties à ela.

Com isso o nome “Tênis de Mesa” começou a ganhar popularidade. As olimpíadas também foram de grande importância pra propagação desse nome

Então essa ideia que muitos tem de que Ping Pong é aquilo que é jogado durante as férias na garagem do seu avô,  e Tênis de Mesa é o que é jogado nas Olimpíadas é algo bem controverso.

Saiba mais sobre: Tênis de Mesa: História

Ma Long rebatendo
O renomado e melhor do mundo na opinião de muitos: Ma Long

Para os que tem uma visão mais detalhista do esporte, hoje na Inglaterra já temos o Campeonato Mundial de Ping Pong que é realizado anualmente em Londres mas acaba sendo para um público um pouco diferente.

Nesse campeonato temos algumas diferenças dos de tênis de mesa que estamos acostumados a ver nos jogo olímpicos. As raquetes devem ser iguais (rígidas, sem borrachas), os pontos vão até 15 e não só até 11 e outra coisa bem marcante é a velocidade do jogo.

Os mesatenistas profissionais são capazes de manter a partida num ritmo bem mais acelerado e  dinâmico do que vemos hoje no torneio disputado na Inglaterra.

A verdade, de uma maneira bem geral falando, é que um deles é uma marca registrada, por isso não pode ser usado por outras concorrentes na promoção de seus equipamentos. E o outro tem seu nome registrado como um esporte olímpico.

Então fica a seguinte dica: Use o termo que você quiser… afinal de contas eles são virtualmente a mesma coisa. Agora se quiser um jogo um pouco diferente, confira nosso post com tudo sobre o Beer Pong.

Qualquer dúvida ou sugestão, deixe-nos uma mensagem nos comentários que nós responderemos logo em seguida!

Bom Jogo

2 comentários em “Diferenças entre Ping Pong e Tênis de Mesa”

  1. Na realidade, diferenças existem, principalmente no que diz respeito ao material usado nas raquetes. No Ping Pong o material das raquetes dos jogadores devem ser rigorosamente iquais, requetes 100% de madeira, no tênis de mesa apenas 80%; no Ping Pong a cobertura da requeta é a mesma usada na década de 40, material com baixo coeficiente de atrito o que provoca baixo giro(efeito) na bola. A filosofia do ping pong é que nem um dos adversários podem ter vantagens sobre seu oponente em função do material que usa na sua raquete, já no Tênis de Mesa o uso do material usado na cobertura das raquetes é livre , desde que o material seja certificado pela ITTF(Federação Internacional de Tênis de Mesa). Outra diferença é a pontuação no Ping Pong o set vai até 15 e no Tênis de Mesa até 11, as outras regras são praticamente as mesmas.

    • Olá Lucio!
      A gente pesquisou bastante sobre as diferenças, buscamos vários sites internacionais também e cada lugar constava uma informação diferente… decidimos então manter uma neutralidade visto que não havia nada de concreto indicando a veracidade de um ou de outro. Seu comentário é bacana pois mostra um outro ponto de vista também, obrigado por compartilhar!

Deixe um comentário